19 de junho de 2010

O tempo leva tudo

"O tempo leva tudo. O que você quer e o que não. O tempo leva tudo. O tempo arrasa tudo."

Stephen King

Todos nós sofremos traumas. Rugas internas que denotam o quanto somos humanos.

Qualquer fato que traga à tona o momento gera desconforto e um aperto no coração.


Esse é um órgão, poucos sabem, cheio de areia, onde palavras sobre alegrias e dissabores são escritas.


Gravamos os fatos na mente e as sensações no coração, que podem nos fazer bem ou mal.


O tempo apenas faz soprar o vento que pode cobrir algumas marcas, mas não as mais profundas. Por essa razão devemos, ao máximo, evitar que sejam escritas com profundidade.


Ah, mas o perdão pode resolver essa questão!


Perdão é uma palavra bonita, mas de difícil entendimento e aceitação.


O perdão, muitas vezes, se torna tão pesado que o vento que o tempo faz soprar não permite que este alcance e apague as marcas no coração, lançando-o no mar das amarguras.


Ainda que as pessoas tentem não conseguem trazê-lo onde se faz necessário!


Evitar confrontos e dissabores é bom, mas nem sempre possível.


Ora, então o homem nasceu com a sina de carregar marcas por toda a vida?


Você já se deu conta de que alguns acontecimentos apenas deixaram registros na memória e não chegaram ao coração?


Outros, ainda que tenham feito marcas profundas, hoje não mais vistas, mal podem ser lembrados?


Todos nós, sem exceção, podemos contar inúmeros casos que vivenciamos e também de pessoas que superaram situações difíceis sem carregar marcas.


Com certeza, algumas manhãs você teria preferido não ter se levantado, ficando na cama até que a turbulência e a raiva passassem, ainda que viesse a descobrir mais tarde que o assunto não era para tanto.


Ocorre que na hora dos acontecimentos lhe faltou calma para refletir um pouco antes de gravar as palavras.


Ah, o tempo, o vento e a sabedoria!


Um sopro do vento, que o tempo traz, provocando as ondas da sabedoria que deslizam nas areias do coração, faz milagres.


Quer sejam mansas ou bravias, apagam todas as marcas, ainda que profundas sejam, o tempo leva.


O tempo leva tudo. Leva convicções, erros, o que não gostamos e principalmente o que amamos.


33 comentários:

  1. Sérgio,

    Que texto magnífico meu amigo!

    O tempo é o melhor remédio para todos os males, pois ele nos faz esquecer de muitas coisas guardadas na memória, e, assim como o vento, esses guardados se vão... São levados com um simples sopro...

    Com o amadurecimento, que somente os anos nos concede, passamos a não dar tanto valor à coisas que outrora tinha uma grande importância, e tanto nos machucava.

    Vamos vivendo e levando a vida, caso contrário, a vida nos levará...

    Adorei!

    Bjs.

    Rosana.

    ResponderExcluir
  2. Amigo Sérgio, um texto muito profundo mesmo. A vida é uma caixinha de surpresas, e somente o tempo para nos ensinar. O importante é não alimentarmos as tristes lembranças, mas sim, somente as lembranças que nos proporcionam momentos de felicidade. Parabéns pela postagem. Abraços. Roniel.

    ResponderExcluir
  3. Sérgio.
    Você disse bem. A gente se debate, se afunda na areia, mas quando o tempo vem, leva tudo, mesmo aquele com quem a gente se debatia, porque queria amar... e se trouxer o vento, o tempo leva também e principalmente, irremediavelmente, o que amamos.
    Carinho
    Vera.

    ResponderExcluir
  4. Amigo Sérgio,

    O tempo vai colocando tudo nos eixos. Coisas ou pessoas que achávamos importantes, com o tempo, tornan-se sem valor.Esse texto é maravilhoso e cheio de sabedoria. Gostei muito.Parabéns por nos presentear.
    Abração

    ResponderExcluir
  5. amigo o tempo leva tudo, mas o próprio tempo traz coisas boas. E com o tempo curam-se cicatrizes e pode ter certeza o amor renace,a paz

    ResponderExcluir
  6. Perdão, tempo, sabedoria.
    Sergio, perdoar pode ser dificil ou não. O tempo, ele realmente ajuda a cicatrizar, todavia, nem com vento faz apagar as marcas deixadas, sempre existirão. Talvez para que sejamos sábios, lembrando do que aconteceu e evitando os mesmos erros. Eu já senti dor de dilacerar o coração, aquela que fere a alma, o orgulho. Só que eu tenho algo que nem sei explicar como, não sou de guardar rancor e ficar remoendo com cólera nada. Eu lembro, não me esqueço, fica registrado, mas eu tento sempre olhar para frente. O que me fez sofrer profundamente ontem, eu tento deixar 7 palmos abaixo da terra junto com as lágrimas roubadas. Então o vento que soprou, serviu para secar o meu rosto.

    ResponderExcluir
  7. Olá Sérgio,
    Que texto precioso... Para mim, irretocável.
    Se comentar estraga.
    Gostei muito.
    Eninha A.Campos

    ResponderExcluir
  8. Olá Sérgio,

    O tempo é responsável pela transformação do velho no novo. As grandes perdas muitas vezes, dependendo de como absorvemos essas perdas elas nos trazem uma pespectiva bem melhor para nossa vida.
    Só discordo de uma coisa no seu belo texto. Penso que o tempo pode levar quase tudo, menos o que amamos. Explico: Quando amamos algo ou alguém estamos unidos sempre por esse laço inquebrável que nem o tempo nem a distancia pode separar.

    Abraços,

    Giseti.

    ResponderExcluir
  9. Saudações!
    Amigo SÉRGIO, a sua mensagem é verdadeiramente de uma beleza harmônica impecável, emoldurando as ações do ódio gravadas pelo tempo. Uma realidade vivenciada por todos no planeta, quem sabe, com raríssimas exceções. Quando o ódio dissemina seus tentáculos ocultando o amor sublime no coração bondoso ou não, o homem tropeça sem direção estuprando o bem querer e pára tomado de profunda cólera no penhasco da irracionalidade, somente um novo renascer de um dourado amor o reintegrará a luz da razão.
    Parabenizo-o fervorosamente por mais um texto mágico e inspirador.
    Parabéns pelo excelente Post!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
  10. Adoreiiiiiiiiiii....é verdade o tempo leva mas existem coisas que ficam bem guardadas e bem escondidas ....
    Abs.
    Neusa

    ResponderExcluir
  11. Algo que não possui definição concreta, você não pode agarrá-lo, só sentir que ele passou e com ele acontecimentos viraram lembranças, porém o pior é quando você percebe que ele passou e só resta a lamentar por não ter dado mais valor a ele.

    ResponderExcluir
  12. Muitas vezes o tempo não apaga, levamos junto com nós, pois existem atos, fatos, que marcam nossas vidas e dificilmente conseguimos deixá-los para traz, nos acompanham até o derradeiro minuto.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  13. Saudações!
    Amigo SÉRGIO, parabenizo-o por mais uma conquista, e faço votos que não seja uma passagem relâmpago, afinal o seu Blog, é bonito e tem muito conteúdo. Sucesso e sempre à frente meu amigo!
    Abraços fraternos,
    LISON.

    ResponderExcluir
  14. Sérgio,o tempo é o Senhor da vida.Ele se encarrega de tudo,até de nos tirar a razão,quantas vezes nos indispomos com alguém, e com o passar dos anos nos esquecemos por que brigamos,o que causou tal desentendimento.Ele é nos guia a caminho da luz e sabedoria.
    Bjos

    ResponderExcluir
  15. Meu querido poeta.
    Sim, porque esse texto é uma bela poesia sobre o tempo. Esse tempo que não dominamos e que nos domina...
    Para você que dominou tão sabiamente as palavras escritas, o meu grande carinho e adimiração.
    Um forte abraço e um beijo no coração.
    AH! parabéns pelo primeiro lugar no rank. Só que não desejo estar no seu lugar. Deve dar muito trabalho. rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  16. Beleza de texto, Sergio!

    Concordo que o tempo nos roube tudo, até mesmo quem amamos, mas a lembrança desse amor fica guardada eternamente em nosso coração. Essa ele só leva quando nos leva a vida!

    Parabéns pela postagem!

    ResponderExcluir
  17. Amigo Sérgio,

    O que escreveu, escreveu com o coração e tocou profundamente o meu. Estou vivendo dias de muitas reflexões, questionamentos, revisões de tantas coisas e, acredito, passando por uma reciclagem da vida.

    "Um sopro do vento, que o tempo traz, provocando as ondas da sabedoria que deslizam nas areias do coração, faz milagres." Como esta frase impactou-me!

    Não dá pra dizer mais nada.

    Profundo demais!

    Abraço do amigo,

    Antonio

    ResponderExcluir
  18. Pois é, meu admiravel amigo, o tempo leva muitas coisas, tantos sentimentos. Algumas não queremos, noutras em profunda oração, pedimos que nos alivie.

    Quem sabe explicar isto?

    Nos resta, então, viver o que nosso coração pede. E ir em frente. Quem sabe onde chegaremos? Quem sabe?

    Por vezes me reconforto em mim mesma, noutras nem me aturo.

    Então, o tempo, magnífico, se dá conta destas limitações e nos cura ou nos alivia.

    O tempo meu amigo, leva tudo. Talvez um dia encontremos respostas. Mas hoje, penso que elas nem são tão necessárias assim.

    Grande abraço,

    Valéria

    ResponderExcluir
  19. Oi Sérgio, um texto belo e profundo esse seu, amigo.

    Estive lendo os comentários e vi que ele toca a todos de diferentes formas, de acordo com a vivência e principalmente, o momentode de cada um.

    Enquanto lia, não sei porque me veio à mente um trecho de uma música que ouvi cantada pela Elis:

    "E o sentimento mais leve,

    Rola no ar e descreve

    A eterna cicatriz...

    Mais uma vez, mais de uma vez,

    Quase que fui feliz..."

    Seu texto fala brihantemente das nossas marcas, que a vida se encarrega de "desenhar" nos nossos corações e o tempo traz o vento que por sua vez, se encarrega de escondê-las e aliviar nosso espírito conturbado no fogo das batalhas cotidianas.

    Mas quer saber? Gosto das minhas marcas. Elas representam cada momento inesquecível de felicidade ou de tristeza, de vitórias pessoais ou derrotas clamorosas, de instantes de ódio sem sentido e instantes encantados onde a magia do amor se fez presente.

    Elas fazem parte da minha história e consequentemente fazem parte do que eu sou hoje. Simbolizam as minhas quedas e as superações e me segredam que minha passagem por aqui não tem sido em vão.

    Acho que só não traz marcas quem interage apenas superficialmente com o mundo que o cerca.

    O problema para mim não são as marcas, mas a forma como lidamos com elas.

    Se você carrega marcas de ódio e se torna odioso. Se carrega marcas de dor e se torna indiferente. Se carrega marcas de tristeza e se torna infeliz. Nesses casos sim, temos problemas.

    Penso que alguns eventos da nossa vida jamais serão esquecidos. Mas não podemos permitir que eles influenciem o momento que estamos vivendo no aqui e agora.

    Não acho por exemplo que o perdão exija esquecimento. O verdadeiro perdão para mim significa que mesmo lembrando a dor que alguém me causou, consigo arriscar e confiar de novo. Isso é mais que perdão, é a compreensão que todos temos falhas e precisamos de novas oportunidades.

    Este é o verdadeiro desafio. Não deixar que as marcas nos paralisem e nos impeçam de seguir adiante, com a confiança renovada na vida e no ser humano.

    Adorei seu post e me alonguei, como você pode ver...

    Grande Abraço

    Denize

    ResponderExcluir
  20. Oi Sérgio,

    Saudades de vc, então resolvi fazer uma visitinha.

    Gostei tanto do teu texto que acho até que consegui fazer um comentário decente...rs.

    Então quero pedir permissão para levá-lo para o blog da comentarista.

    Não sei se vc já visitou este meu blog.

    Eu faço a postagem do meu comentário com um link direto para o texto do autor que inspirou o citado comentário. É uma forma que encontrei para divulgar os blogs que gosto de visitar.

    Me avise se não tiver problema, tá?
    Se puder, deixe um recado nos comentários do blog (são moderados). E tem meu e-mail no blog tb.

    Espero que esteja tudo bem contigo.

    Abs

    Denize

    ResponderExcluir
  21. Olá Denise,
    Evidente que conheço o "blog da comentarista", estou sempre por lá, ainda que não deixe comentários. E claro que podes levar o texto com o seu devido comentário, excelente comentário.

    Comigo tudo em paz e espero que o mesmo esteja contigo.

    Um forte e saudoso abraço!

    ResponderExcluir
  22. Olá Denize,
    Não consigo gostar ou me conformar com algumas marcas que o tempo me trouxe e que com toda ventania, furacão, que por mim passou, não foi possível apagá-las. Meu texto é mais uma esperança de que a sabedoria do tempo possa me ensinar a conviver com essas marcas e definitivamente, apagá-las. Uma esperança de que o tempo leva tudo. Leva convicções, erros, o que não gostamos e, principalmente, o que amamos. Mas concodo com você de que não podemos permitir que essas marcas influenciem o momento que estamos vivendo no aqui e agora.
    Para mim, que o tempo leve tudo. Não deixe nada!

    Um forte e carinhoso abraço!

    *Comentário em resposta à postagem no "Blog da Comentarista" (http://blogdacomentarista.blogspot.com/2010/07/marcas-que-vida-desenha-nos-nossos.html).

    ResponderExcluir
  23. Olá amigo Sérgio!
    Excelente postagem. Adorei o texto!
    Estava comentando com a Denize agora a pouco que este teu texto eu, casualmente, não tinha lido na época que o publicou, pois coincidiu com um período que estive afastado.
    Mas achei o texto muito interessante e profundo. E com muito a refletir.
    Creio que o tempo nos propicia um somatório de experiências (boas e ruins). No inicio tendemos a nos prender as mais marcantes, que acabam ditando nossa percepção de vida. Mas o tempo, este eterno professor, acaba nos mostrando que não devemos nos prender a pequenas rusgas ou mesmo as conquistas do passado, mas sim aprender e crescer com elas e viver o nosso presente.
    Acho que viver o presente de forma harmoniosa, sem se apegar a erros ou acertos do passado, é a grande lição do texto... e da vida. ;-)
    Forte abraço, Fernandez.

    ResponderExcluir
  24. Sérgio,
    Gosto das marcas do meu coração, boas ou más, pois fazem parte da minha história, da minha vida e não quero que nenhum vento as leve.
    As boas, quando relembro, me fazem feliz e as outras, as amargas, me fazem aprender, tentar ser melhor, mudar.
    As marcas demonstram que deixamos o nosso coração aberto, pois se o tivéssemos fechado, o que é muito, mas muito triste, não teríamos marca nenhuma, seríamos uma sombra a passar no mundo, sem deixar pegadas.
    Abçs

    ResponderExcluir
  25. Sergio, perceba como é sabia esta frase:

    Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz.
    Platão

    As vezes é tão dificil ver, tão dificil perdoar, mas tambem é dificil superar certas dores, aquelas que perfuraram nossa alma. Cada um tem seu tempo, não queira ser melhor do que é fazendo um esforço acima do que é capaz. Vai ter um momento, nem vai perceber como aconteceu, que: acabou.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  26. Olá Sérgio.
    Vim aqui novamente ler sua crônica,já que há poucos dias me lembrou dela. O tempo passou, não é? Faz um ano que publicou.
    É bonita e triste. Tanta coisa o tempo já levou. Passou, tudo bem. Mas, quanto às pessoas que decidimos amar... quisera que ele não trouxesse a ventania que apaga as marcas mais profundas que deixam a sensação de que vale ter esperança. Quisera que ele não levasse de mim, o amor, que é a única marca profunda que valeria a pena ser gravada ali, a ferro e a fogo.
    Contudo, temo que você tenha razão...talvez o tempo leve tudo. E, se for assim, a gente tem de se conformar (algo que demoro a aprender...)
    Abraço,
    Vera.

    ResponderExcluir
  27. If you would like to improve your familiarity just keep visiting this web site and be updated with the latest news posted here.


    Here is my web page travel press releases

    ResponderExcluir
  28. Great article! That is the kind of information that are meant
    to be shared across the net. Shame on the search engines for no longer positioning this put up higher!
    Come on over and consult with my website . Thanks =)

    Here is my site; Society 24 (Annuairespider.Free.Fr)

    ResponderExcluir
  29. Helpful information. Lucky me I found your website unintentionally, and
    I am shocked why this accident did not came about earlier!

    I bookmarked it.

    Take a look at my web site http://womenbreastfeedingcenter.com/advantages-of-breastfeeding/

    ResponderExcluir
  30. Remarkable things here. I am very happy to see your post. Thanks so much and I'm looking forward to contact you. Will you please drop me a e-mail?

    Here is my blog post :: Pearlene

    ResponderExcluir
  31. For some great ways to Discuss some ideas that breastfeeding nipple shield school owners.
    All the boxers and promoters care about is money and not making the best fights or the
    fights that people want to learn how to defend yourself in the most drastic of situations.



    my blog: Breastfeeding Instructional

    ResponderExcluir
  32. Everything about a family doctor, make sure that they have none.
    You probably don't want to see family members do
    well, but when disagreements arise, they are out. Listen mindfully without judgment, and without martial arts - www.pusha.se -
    training public denial, it is about capturing the moments your family enjoys the most.

    Teguise is more touristy, especially since
    it is close to the addict should they refuse to accept offered help.

    ResponderExcluir
  33. Para variar, muito bem escrito e definido pelo mestre Sérgio Marcondes Soares.
    Abraços,
    Herval

    ResponderExcluir